A Gestão Municipal de Campo Verde, por meio da Secretaria Municipal de Finanças, realizou nesta quarta-feira (28) uma audiência pública no Plenarinho da Câmara de Vereadores para prestação de contas referente ao 3° quadrimestre de 2023. Os números, que trazem um raio-X das receitas e despesas do ano, foram apresentados pelo secretário da pasta, Ronan Freire.

De acordo com o que foi demonstrado, a receita corrente da Administração Municipal em 2023 foi de R$ 319,9 milhões, valor acima do que havia sido projetado no orçamento anual, que era de R$ 279,0 milhões. Somado aos recursos de convênios, a Administração Municipal teve uma arrecadação total de R$ 354,0 milhões.

“Essa receita nos permitiu realizar o maior programa de entrega de obras da história de Campo Verde”, destacou o prefeito Alexandre Lopes de Oliveira. Os valores foram aplicados em setores como saúde, educação, segurança pública, cultura, esporte, infraestrutura e custeio da máquina pública, incluindo folha salarial.

Na infraestrutura, os investimentos contemplaram a pavimentação asfáltica de estradas rurais, a recuperação da pavimentação na área urbana, construção de pontes, galerias e manutenção de estradas e pontes.

Na área da Educação, os recursos foram aplicados na reforma e ampliação de escolas, construção de garagem para a frota municipal e construção de uma nova cozinha piloto, entre outros.

Na saúde, além da aquisição de veículos, foram realizadas reformas e melhorias no Hospital Municipal Coração de Jesus, construção de um novo laboratório de análises clínicas, construção de um Centro Especializado em Pediatria e dois novos postos de saúde, um no Assentamento 14 de Agosto e outro no Assentamento 4 de Outubro.

Ainda de acordo com os números apresentados durante a audiência pública, a Administração Municipal cumpriu as metas de investimentos obrigatórios. Na saúde, por exemplo, foram investidos 29,28% do orçamento. O mínimo exigido pela Constituição Federal é de 15%. Na Educação foram 25,98%, para um mínimo exigido de 20%. Com o pagamento de pessoal foram 43,13%, percentual bem abaixo do máximo permitido por lei, que é de 54% da arrecadação.

A audiência pública, que atendeu o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, foi transmitida ao vivo pela página oficial do Município no face book.

Compartilhar:

Acessibilidade